NOTÍCIAS

Pós-quarentena: Como colocar as finanças em dia?


A pandemia, segundo especialistas, é dividida em cinco fases:


1- Quando recebemos a notícia de que existe uma força desconhecida e ameaçadora;


2- Quando temos nossa rotina bruscamente interrompida;


3- Quando precisamos nos ajustar à quarentena e, ao mesmo tempo, lidar com as incertezas;


4- Quando precisamos nos preparar para a retomada;


5- O novo normal.


A preocupação com as finanças tem tirado o sono de muitos brasileiros. Muitos benefícios e salários foram diminuídos e, em alguns casos, cortados.


Como, mesmo com o orçamento apertado, eliminar as pendências financeiras e nos preparar para o pós-quarentena?


Essas e outras dúvidas foram esclarecidas em uma live esclarecedora que a Bispa Fê fez com o Gustavo Cerbasi, que é escritor, consultor financeiro, professor, palestrante e administrador.


Acompanhe a seguir:

Acompanhe também 10 dicas que podem te ajudar:


1º Tenha consciência de que o que é do Senhor é o do Senhor…

As primícias, os nossos dízimos e ofertas!

Provérbios 3.9 e 10: “Honra ao Senhor com a tua fazenda e com as primícias de toda a sua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e transbordarão de mosto os teus lagares.”

Malaquias 3.10 e 11: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.”

Romanos 11.16: “E, se forem santas as primícias da massa, igualmente o será a sua totalidade; se for santa a raiz, também os ramos o serão.”

2º Calcule a renda mensal da família

Se você não sabe quanto entra, como saberá o quanto poderá sair?

3º Calcule as despesas fixas:  aluguel, parcela de automóvel, mensalidade escolar, plano de saýde…

4º Calcule as despesas variáveis: mercado, contas, gasolina, roupas, medicações, transporte por aplicativo…

5º Calculando os pontos de 1 um a 4, é possível identificar qual a porcentagem da sua renda que pode ser destinar à quitação de dívidas…

6º Se as dívidas não couberem no seu orçamento, reduza os gastos variáveis e, quando possível, as despesas fixas

Como? Identificando e eliminando os pequenos ladrões. Adote o “consumo consciente” como estilo de vida.

Existem algumas dicas que podem te ajudar:

- Identifique os focos de desperdício de água, luz e gás na sua casa;

- Pesquise antes de gastar! Existe uma série de aplicativos de cupons de desconto;

- Nunca vá ao mercado sem consultar a despensa e fazer uma lista;

- Reduza o pacote de TV a cabo ou o plano do celular;

- Desapegue: Venda as coisas que você não usa mais;

- Nunca compre algo só porque está na promoção!

7º Reduza os juros das dívidas: Lembre-se de que o cheque especial não é seu!

Para quem está no vermelho, migrar os débitos para empréstimos com taxas de juros menores permite economizar e, consequentemente, quitar a dívida com maior rapidez.

A dica vale principalmente para quem costuma entrar no cheque especial e pra quem costuma pagar a taxa mínima do cartão de crédito, ambas as taxas de juros costumam ser as maiores do mercado.

Considere trocar esse tipo de dívida por opções com juros mais baixos, como crédito pessoal ou empréstimo consignado.

Da mesma forma, ligue para bancos e instituições financeiras para renegociar financiamentos e parcelamentos. O momento de juros mais baixos na economia é perfeito para isso. E não hesite em procurar a portabilidade da sua dívida para uma instituição que ofereça condições mais favoráveis, caso o gerente não lhe ofereça um bom negócio.

8º Renegocie as dívidas, em vez de deixar acumular

É melhor demonstrar comprometimento, do que descaso! Lembre-se de que a verdade sempre será o melhor argumento!

9º Busque uma renda extra

Como diria o provérbio chinês: “Onde há crise, há oportunidade.”

10º Tenha uma reserva de emergência!

O aconselhável é que a sua reserva de emergência consiga cobrir suas despesas fixas por, no mínimo, seis meses! Se você for um profissional liberal, o ideal é conseguir se garantir por um ano!

O ideal é poupar, no mínimo, 10% da renda familiar por mês até atingir o valor dessa reserva e então você pode começar a investir de verdade.

E lembre-se de que:

Hebreus 12.11: “Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça.”



Redação

16 visualizações

INSCREVA-SE

E FIQUE POR DENTRO

© 2020 | Rede Gospel de Televisão

 

Fale Conosco

(11) 3207.5327

Av. Lins de Vasconcelos, 1410

Cambuci, São Paulo - SP

#ONDE

VOCÊ

ESTIVER

  • Home
  • Youtube
  • Instagram
  • Facebook
  • Rágio Gospel FM
  • Renascer em Cristo