NOTÍCIAS

Nossa homenagem à pastora Ludmila Ferber

Morreu, na noite desta terça-feira (26), aos 56 anos, a pastora e cantora gospel Ludmila Ferber. Desde 2018, ela lutou contra o câncer.

Em suas redes sociais, as líderes do pejeto +QV (Mais que Vencedoras) manifestaram sua gratidão pela vida desta incansável serva de Deus.

“Foi uma grande amiga que Deus me deu e uma verdadeira adoradora! Deixou para nós um grande legado de como ser uma mulher guerreira e mais que vencedora! Hoje, nos despedimos dela, sabendo que nunca será um ‘adeus’, mas um ‘até breve’, pois a eternidade com Cristo nos espera!”, publicou a Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen.

"Existem pessoas que não precisam falar muito para nos ensinar. A pastora Ludmila Ferber sempre foi guerreira e temente a Deus. Independente da adversidade e da dor, sempre se manteve disposta a cumprir o chamado e ministério. Hoje, amanhecemos enlutadas por essa referência de pastoreio, adoração e mulher que ela foi. Porém, nos conforta saber que um dia, em um piscar de olhos, todas nós estaremos juntas novamente!”, destacou a Bispa Sonia Hernandes.

Ludmila começou sua jornada ministerial integrando o grupo Koinonya, com o qual gravou 8 discos. Em 1996, partiu para a carreira solo, com o álbum “Marcas”. Depois disso, lançou mais 12 discos.


Seu último trabalho foi gravado em 2020 e recebeu o nome de “Um Novo Começo”.


Ela ainda tem nove álbuns ao vivo lançados e um disco dedicado ao público infantil.

Além de seus louvores, deixou como legado o livro “Nunca Pare de Lutar”.


Em 2017, fez uma participação emocionante na Marcha para Jesus, levando uma multidão à adoração.

Casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, deixa três filhas: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.


Relembre, no vídeo abaixo, a participação da cantora em uma das edições congresso internacional do projeto +QV:



Redação

42 visualizações

Posts recentes

Ver tudo