NOTÍCIAS

Talibã assume o poder no Afeganistão e pânico domina Cabul

Milhares de pessoas desesperadas seguiram nesta segunda-feira (16) para o aeroporto de Cabul para tentar sair do Afeganistão, poucas horas depois de a capital do país ser controlada pelos talibãs, o que provocou o colapso do governo e a fuga do presidente Ashraf Ghani.

A vitória relâmpago dos insurgentes, que celebraram no domingo à noite ocupando o palácio presidencial de Cabul, desencadeou cenas de pânico e o caos no aeroporto da capital. Soldados americanos atiraram para o alto em uma tentativa de estabelecer a ordem no local.

Milhares de pessoas correram para o aeroporto de Cabul, único ponto de saída do país, para tentar fugir do novo regime que o movimento islamita radical, que retorna ao poder após 20 anos de guerra, promete estabelecer para os afegãos.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram milhares de pessoas aguardando na pista do aeroporto. Muitas pessoas, jovens em sua maioria, se agarravam a escadas para tentar embarcar em um avião.

As tropas americanas atiraram para o alto para controlar a multidão, que não acredita nas promessas dos talibãs de que ninguém deve temer o movimento. Todos afirmam ter "muito medo". "Temos medo de viver nesta cidade e estamos tentando fugir de Cabul (...) Como servi no exército, perdi meu trabalho e é perigoso viver aqui porque os talibãs vão me atacar, isso é certo", declarou à AFP Ahmad Sekib, de 25 anos, que se apresenta com um pseudônimo.

Com as situação caótica, a autoridade aeroportuária anunciou o cancelamento dos voos comerciais.

As ruas de Cabul eram patrulhadas por talibãs armados, em particular a "zona verde", antes uma área ultrafortificada, que abriga as embaixadas e as organizações internacionais.

Os talibãs anunciaram a seus combatentes que "ninguém pode entrar na casa de outro sem permissão".

"Não se pode atentar contra a vida, a propriedade, a honra de ninguém", afirmou um dos porta-vozes do grupo, Suhail Shaheen.

Fonte: AFP

1 visualização