NOTÍCIA

A Igreja Renascer na luta contra o vício das drogas

Dignidade, restauração e um caminho de libertação. São estes os principais objetivos do Centro de Recuperação Renascer masculino (CRR Masculino), localizado em Santana de Parnaíba (SP).
 
Resultado de imagem para centro recupera�???§ï¿½???£o renascer
 
O local possui de 3.750 m2 e tem a capacidade para acomodar 120 pessoas. Com duração de seis meses, o tratamento – totalmente gratuito – inclui terapia ocupacional e acompanhamento espiritual, nutricional, psicológico, psiquiátrico e clínico.
 
Desde 2000, mais quatro mil homens passaram pelo CRR, onde encontraram um caminho de superação do vício das drogas e iniciaram uma nova jornada.
 
A igreja na luta contra as drogas
 
Além do CRR e do trabalho social no centro da cidade de São Paulo, a Renascer em Cristo possui o GAUF, Grupo de Apoio ao Usuário e Familiares. As reuniões ocorrem duas vezes por semana nas sedes estaduais da igreja.
 
Durante os encontros, há troca de experiências, palestras, além do acompanhamento espiritual e psicológico. “O trabalho do GAUF é feito não somente com dependentes químicos, mas também com familiares que, muitas vezes, não sabem lidar com a situação. No primeiro momento, a reunião é feita com todos os participantes. Depois, eles são separados por grupos, para que os assuntos mais complexos sejam tratados”, explicou o Apóstolo Estevam Hernandes.
 
“A grande força para a recuperação e a manutenção vem do contingente desta experimentação”, ressaltou o líder da Renascer, que explicou ainda que os familiares são os primeiros a procurarem ajuda. “Mas os orientamos e duas reuniões depois, o dependente acaba comparecendo”, disse.
 
O GAUF não trata somente o público evangélico. O principal objetivo é dar o apoio para famílias que não possuem acesso a um tratamento adequado e não têm estrutura emocional para liderem com o vício.
 
Durante a 5ª edição do edição do “Gideão Day”, realizada nesta quarta-feira (12/12) nos estúdios da Rede Gospel de Televisão, o Apóstolo entrevistou alguns dos internos que tiveram suas vidas completamente transformadas graças ao trabalho realizado pela Igreja Renascer em Cristo.
 
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sentadas
 
Acompanhe, a seguir, os emocionantes relatos:
 
Pastor Jairo Alves (atualmente, coordenador do CRR): "Cheguei à igreja com a vida completamente destruída! Foram mais de 20 anos no vício. Foram mais de 10 anos na criminalidade, pois eu já não tinha como sustentar minha dependência.
 
Há 18 anos, eu fui apresentado à Igreja Renascer em Cristo. Eu não fui internado no CRR, mas eu fiquei “internado” na Igreja. Ali, eu fui completamente liberto e restaurado! Hoje, eu ajudo outros irmãos a saírem do vício.". 
 
Jeferson Marinho dos Santos: “Sou músico! Realizei muitos sonhos, cheguei a gravar quatro discos, mas perdi tudo por causa das drogas. Consumia desde os 18 anos e não conseguia largar. Cheguei ao fundo do poço. Eu sabia que aquela não era a vida que Deus tinha para mim. Por isso, procurei ajuda na igreja! Depois de minha internação no CRR, minha vida mudou. Hoje, estou completamente liberto.”.
 
Cícero Augusto Gomes Ribeiro: “Usei drogas durante seis anos. Praticamente, toda a minha adolescência eu vivi como um escravo. Decidi procurar ajuda quando percebi que meu vício estava destruindo minha família. Entrei no CRR em junho deste ano. Hoje, estou transformado! Voltei a ter esperança!”. 
 
Ruan Carvalho: “Usei drogas durante 15 anos! Cheguei a morar na rua e a cometer crimes, para sustentar meu vício. Na Igreja Renascer, recebi todo o apoio que precisava para ter minha vida de volta. Fui encaminhado ao CRR. Sai de lá totalmente liberto e reconstruí minha vida! O amor me salvou". 
 
Durante o programa, o especialista em segurança Dr. Jorge Lordello destacou a importância do envolvimento das igrejas em projetos sociais.
 
“Não tem como não reconhecermos a importância da igreja na sociedade. Primeiro, pelo seu trabalho preventivo. Nenhum jovem que frequenta a igreja ingressa no mundo das drogas. A igreja oferece uma série de atividades que mostram que é possível se divertir sem recorrer às drogas lícitas ou ilícitas. O ambiente faz toda a diferença! Em segundo lugar, pelo seu trabalho de recuperação dos jovens que infelizmente não conseguem se libertar sozinhos do vício. Sem contar, todo o trabalho de apoio às famílias que sofrem com esta dura realidade”, afirmou ele.
 
Consumo de drogas causa 500 mil mortes por ano
 
Nenhum texto alternativo autom??¡tico dispon??­vel.
 
Durante seu discurso perante a Comissão de Narcóticos da ONU (Organização das Nações Unidas), a diretora geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, afirmou que as drogas causam cerca de meio milhão de mortes ao ano.
  
“A OMS estima que o consumo de drogas é responsável por cerca de meio milhão de mortes a cada ano. Mas este número só representa uma pequena parte do dano causado pelo problema mundial das drogas”, alertou ela.
 
“Em alguns aspectos, a situação está piorando e não melhorando. Muitos países estão experimentando uma crise de emergência sanitária devido às mortes por overdose”, acrescentou.
 
A diretora da OMS pediu, perante os representantes dos 53 países, que consumo de drogas seja abordado como um problema de saúde pública e não como medidas penais.
 
“O principal objetivo do controle de drogas é salvar vidas e reduzir os danos sociais causados pelo consumo”, destacou ela.
 
Tráfico de drogas
 
Resultado de imagem para TRAFICO DROGAS
 
De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), o tráfico de drogas é a atividade criminosa mais lucrativa do mundo, com uma movimentação de cerca de 320 bilhões de dólares por ano.
 
Relatório publicado pela UNODC aponta ainda crescimento no número de usuários de drogas, que atingiu a marca de 250 milhões de pessoas em 2015. Dessas, cerca de 29,5 milhões de pessoas – ou 0,6% da população adulta global – apresentaram transtornos relacionados ao consumo de drogas, incluindo a dependência.
 
O Brasil está entre os principais exportadores de drogas ilegais do planeta, e o combate a essa atividade criminosa envolve toda a sociedade e o poder judiciário, responsável por julgar de forma razoável e proporcional os sujeitos envolvidos nesse processo.
 
Acompanhe, no vídeo abaixo, a dura realidade de quem convive com o vício:
 
 
Lei de Drogas
 
Um grande avanço no combate ao tráfico foi a publicação da chamada lei de drogas – lei 11.343, de 23 de agosto de 2006. Ela instituiu o sistema nacional de políticas públicas sobre drogas (sisnad), além de prescrever medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas.
 
Com você, conquistamos mais!
 
Para contribuir com o projeto Gideão da Conquista e conhecer as frentes assistenciais da Igreja Renascer em Cristo, acesse o site: projetogideao.com.br ou ligue para 0800 878 1200.
 
 
Redação Rede Gospel
Fotos: Pedro Flausino