NOTÍCIA

Apóstolo ministra sobre poder do manto apostólico

A unção de Deus transbordou no Renascer Arena nesta noite de sábado (22/07), no encerramento da Conferência Apostólica. O apóstolo Estevam Hernandes ministrou sobre 2º Reis 2.13-14, com o tema “o que existe debaixo da capa”. Ele falou sobre Eliseu e de como ele começou uma caminhada baseado em seu pai espiritual que era Elias.

“Quando Eliseu pediu a Elias sua capa, ele estava sendo levado pelo Espírito Santo para ter uma atitude profética que significava uma liberação para a Igreja Apostólica. Por isso pediu uma porção dobrada do seu Espírito”, afirmou o apóstolo.  

Elias sabia que Eliseu estava pedindo algo difícil, que era um grande desafio, afirmou. “Ser profeta em Israel era algo que muitas pessoas não desejariam. Elias sabia que Eliseu ia pagar um preço por aquilo. Eliseu significa a Igreja Apostólica, ele era por excelência um homem apostólico (2ª Reis 2.9-10). Elias era um profeta, mas Eliseu representava a unção apostólica.”

Veja a seguir os principais pontos da ministração:  

Eliseu era um homem simples, não tinha uma origem que poderia levá-lo a ser profeta, mas ele tinha sobre si o chamado pleno como Samuel. Eliseu queria mais e foi buscar unção dobrada. E como acontece a transmissão da unção? Elias joga a capa e diz: você sabe o que aconteceu com você. Por isso, ofereça tudo ao Senhor, porque, como Eliseu, você que aceitou seu chamado não tem mais volta (Salmos 127.4).

A capa significa a cobertura espiritual sobre as vidas, um verdadeiro manto que nos livra das chuvas de desgraça do mundo que está nas mãos do diabo (1º João 5.19).

Vemos que Deus falou sobre isso ao apóstolo Pedro, isso se manifestou na visão que ele teve do lençol com 4 pontas (Atos 10.9-16). Há uma grande carga de revelação neste texto. O único que sacia a fome espiritual é Jesus Cristo. Pedro precisava receber um manto de cobertura apostólica, para parar de julgar. O amor é a capa que agasalha todos aqueles que são chamados. Essa é a capa apostólica!

Aquele manto tinha 4 pontas (Ezequiel 37). Quatro pontos cardeais, que vêm dos quatro cantos da terra. Quatro pontos, três vezes (ressurreição), igual a sete Espíritos de Deus!

A unção apostólica é a unção dobrada!

Mas o que tinha embaixo do manto de Elias?

1º) O sofrimento e a perseguição da Igreja demonstrada contra Elias na luta contra Jezabel e os profetas de Baal. Elias sofreu como Cristo sofreu no seu ministério terreno (João 16.33). Debaixo do manto tem sofrimento, mas também tem vitória! Eliseu, no entanto, não sofreu a perseguição da mesma forma que Elias. Jezabel já estava morta. Você vai ser participante do sofrimento, mas você não vai passar, porque ele já foi vencido.

2º) O poder de governo apostólico por intermédio da unção (2ª Reis 9.1-3). O governo espiritual deixando a terra sujeita (Josué 18.1). A terra estava sujeita, ela está sujeita à autoridade de Cristo em nossas vidas. Eliseu ungiu também a Hazael Rei da Síria. Temos a autoridade sobre o governo de Satanás (2º Reis 8.11-13). O que Elias não fez, Eliseu fez. O mundo jaz no maligno, mas Satanás não está livre, ele é limitado ao poder da autoridade da Igreja de Jesus Cristo!

3º) Prosperidade abundante que chama a chuva no tempo de seca e multiplicação que livra da miséria (1º Reis 17.13-16). O povo apostólico está debaixo de um manto de prosperidade.  

4º) O avivamento dos últimos dias está no manto (Joel 2.28 e 2ª Coríntios 12.12). Havia debaixo do manto um poder extraordinário que a primeira coisa que ele fez foi abrir o rio Jordão e a unção dobrada de Elias estava presente na vida de Eliseu. Hoje este avivamento está disponível para a Igreja! Eliseu desejou ardentemente pegar o manto de Elias e não o deixou.

O que está debaixo deste manto?

Curas, libertações, ressurreição e poder extraordinário! Isso está debaixo desse manto poderoso!

 

Cláudia Pires, redação igospel