NOTÍCIAS

"Para cada luta, Deus tem um propósito!"


Respeitando normas do decreto municipal Nº 59.349, a Renascer em Cristo retomou suas atividades presenciais, com máximo de 30% de sua capacidade; uso obrigatório de máscara; álcool gel disponível; distanciamento social; e restrição ao grupo de risco.

Para que todos fossem ministrados, os cultos deste domingo (31) também foram transmitidos pela Rede Gospel de Televisão e via Facebook e YouTube.

As palavras foram ministradas pelo Apóstolo Estevam Hernandes e pela Bispa Sonia Hernandes, com base no tema “O Grande Terremoto”. Acompanhe, a seguir, o resumo:

Atos 16.25 a 34: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. O carcereiro despertou do sono e, vendo abertas as portas do cárcere, puxando da espada, ia suicidar-se, supondo que os presos tivessem fugido.

Mas Paulo bradou em alta voz: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos! Então, o carcereiro, tendo pedido uma luz, entrou precipitadamente e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Depois, trazendo-os para fora, disse: Senhores, que devo fazer para que seja salvo? Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa. E lhe pregaram a palavra de Deus e a todos os de sua casa.

Naquela mesma hora da noite, cuidando deles, lavou-lhes os vergões dos açoites. A seguir, foi ele batizado, e todos os seus. Então, levando-os para a sua própria casa, lhes pôs a mesa; e, com todos os seus, manifestava grande alegria, por terem crido em Deus. Quando amanheceu, os pretores enviaram oficiais de justiça, com a seguinte ordem: Põe aqueles homens em liberdade. Então, o carcereiro comunicou a Paulo estas palavras: Os pretores ordenaram que fôsseis postos em liberdade. Agora, pois, saí e ide em paz.

Paulo, porém, lhes replicou: Sem ter havido processo formal contra nós, nos açoitaram publicamente e nos recolheram ao cárcere, sendo nós cidadãos romanos; querem agora, às ocultas, lançar-nos fora? Não será assim; pelo contrário, venham eles e, pessoalmente, nos ponham em liberdade. Os oficiais de justiça comunicaram isso aos pretores; e estes ficaram possuídos de temor, quando souberam que se tratava de cidadãos romanos. 39. Então, foram ter com eles e lhes pediram desculpas; e, relaxando-lhes a prisão, rogaram que se retirassem da cidade.

Tendo-se retirado do cárcere, dirigiram-se para a casa de Lídia e, vendo os irmãos, os confortaram. Então, partiram.”

Paulo estava fazendo a obra de Deus, pregando, ganhando vidas, saindo de Filipos.

Naquela jornada, Paulo e Silas se deparam com uma mulher adivinha que dava grandes lucros aos seus senhores.

Eles, então, a libertam do espírito maligno de adivinhação e, por conta disso, foram vítimas de uma terrível perseguição.

Eles foram torturados e, depois, colocados e um tipo de área de segurança, como se fossem bandidos perigosos.

Mas, independente das circunstâncias, Deus tinha um propósito maior para ele. O fim desta história não foi a destruição, mas um poderoso livramento!

Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Precisamos ter consciência de que:

1- O mundo luta contra a obra de Deus em nossas vidas;

Somos de Deus, e o mundo jaz no maligno!

1 João 5:19: “Sabemos que somos de deus e que o mundo inteiro jaz no maligno.”

Quando estamos vivendo em santidade e na presença de Deus, Satanás faz de tudo para nos atacar. E uma das estratégias é usando o mundo contra nós!

Aquele povo foi contaminado por um sentimento maligno contra Paulo e Silas.

Deus pode até permitir que Satanás nos ataque, mas não permite que ele nos toque e, muito menos, nos destrua.

1 João 5.18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de deus não vive em pecado; antes, aquele que nasceu de deus o guarda, e o maligno não lhe toca.”

2- Em tempos de guerra, louve;

2 Samuel 22.1 a 7: “Falou Davi ao Senhor as palavras deste cântico, no dia em que o Senhor o livrou das mãos de todos os seus inimigos e das mãos de Saul. E disse: O Senhor é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte e o meu refúgio. Ó Deus, da violência tu me salvas. Invoco o Senhor, digno de ser louvado, e serei salvo dos meus inimigos.

Porque ondas de morte me cercaram, torrentes de impiedade me impuseram terror; cadeias infernais me cingiram, e tramas de morte me surpreenderam. Na minha angústia, invoquei o Senhor, clamei a meu Deus; ele, do seu templo, ouviu a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos.”

Paulo e Silas, mesmo açoitados, amarrados e presos em correntes, adoravam ao Senhor! Pois, mesmo encarcerados, espiritualmente, eles eram livres!

A boca do adorador produz milagres!

3- Deus vai interferir, e o terremoto vai abalar as estruturas

Ageu 2.6 a 9: “Pois assim diz o senhor dos exércitos: ainda uma vez, dentro em pouco, farei abalar o céu, a terra, o mar e a terra seca. Farei abalar todas as nações, e as coisas preciosas de todas as nações virão, e encherei de glória esta casa, diz o senhor dos exércitos. Minha é a prata, meu é o ouro, diz o senhor dos exércitos. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o senhor dos exércitos; e, neste lugar, darei a paz, diz o senhor dos exércitos.”

Tudo se abalou, mas apenas Paulo e Silas tiveram as correntes quebradas. Deus preservou os presos.

Um propósito maior iria se cumprir! A família do carcereiro inteira foi salva de maneira gloriosa.

O terremoto vai te fazer sair em honra de todas as armações malignas!

Atos 16.36 a 39: “Então, o carcereiro comunicou a Paulo estas palavras: os pretores ordenaram que fôsseis postos em liberdade. Agora, pois, saí e ide em paz. Paulo, porém, lhes replicou: sem ter havido processo formal contra nós, nos açoitaram publicamente e nos recolheram ao cárcere, sendo nós cidadãos romanos; querem agora, às ocultas, lançar-nos fora? Não será assim; pelo contrário, venham eles e, pessoalmente, nos ponham em liberdade.

Os oficiais de justiça comunicaram isso aos pretores; e estes ficaram possuídos de temor, quando souberam que se tratava de cidadãos romanos. 39. Então, foram ter com eles e lhes pediram desculpas; e, relaxando-lhes a prisão, rogaram que se retirassem da cidade. - bíblia apostólica.”

Acompanhe, no vídeo abaixo, a ministração na íntegra:


Redação

6 visualizações

INSCREVA-SE

E FIQUE POR DENTRO

© 2020 | Rede Gospel de Televisão

 

Fale Conosco

(11) 3207.5327

Av. Lins de Vasconcelos, 1410

Cambuci, São Paulo - SP

#ONDE

VOCÊ

ESTIVER

  • Home
  • Youtube
  • Instagram
  • Facebook
  • Rágio Gospel FM
  • Renascer em Cristo